Jogos Vorazes - Em Chamas (Suzzane Collins)

"No aniversário septuagésimo quinto, como um lembrete para os rebeldes, que mesmo o mais forte entre eles não pode vencer o poder do Capitol, os tributos masculinos e femininos serão colhidos a partir de seus vencedores existentes".
Trilogia: Jogos Vorazes
Título: Em Chamas
Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Páginas: 413
Sinopse: Depois de ganhar os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Os jogos completam 75 anos, momento de se realizar o terceiro Massacre Quaternário, uma edição da luta na arena com regras ainda mais duras que acontece a cada 25 anos. Katniss e Peeta, então, se veem diante de situação totalmente inesperada e, dessa vez, além de lutar por suas próprias vidas, terão que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.

"Toda revolução começa com uma faísca"

Resenha: Sou suspeita em falar da trilogia Jogos Vorazes, amo demais! 
Bom, Katniss e Peeta aguardam (nem um pouco ansiosos) a chegada de todo seu pessoal: repórteres, equipes de filmagem, estilista e equipe de funcionários para suas aparições para toda Panem após vencerem os Jogos Vorazes, no tour da Vitória, onde devem percorrer todos os 12 distritos informando que venceram e que sentem muito por aqueles que morreram. Peeta e Katniss não estão nada bem um com o outro, afinal para Katniss tudo não passou de encenação para ganhar os Jogos, já para Peeta não foi apenas encenação, mas enfim, para Katniss acabou, o passado passou e ela acha que terá que fazer esse tour e fim, nunca mais terá que pensar naqueles malditos jogos (só que não).
Katniss então recebe em sua nova casa, na Vila dos Vitoriosos, uma visita inesperada "Eu torço a maçaneta de bronze polido e entro. Meu nariz registra os aromas conflitantes de rosas e sangue. Um homem pequeno, de cabelos brancos que parece vagamente familiar está lendo um livro. Ele levanta um dedo, como se dissesse: "Dê-me um momento." Então ele se vira e meu coração pula uma batida. Eu estou olhando fixamente nos olhos de cobra do Presidente Snow."
Odeio o Snow, para mim ele é um cara nojento e repugnante que devia ter uma morte lenta e dolorosa. Mas voltando à história, Snow está lá para uma conversa séria, que ameaça a vida de Katniss e de todos que ela ama. Snow não está nada feliz com a atuação da garota e de Peeta durante os 74º Jogos Vorazes, por causa dela, os distritos começaram a se revoltar, e Katniss tem apenas uma escolha: fingir novamente que está tremendamente apaixonada por Peeta, que tudo o que fez foi por amor, não para enfrentar a Capital.
Sua equipe então chega e começa toda a preparação para aparecerem na frente das câmeras, todos estão muito animados, pois esse ano terá o Massacre Quartenário que acontecem a cada vinte e cinco anos, marcando o aniversário da derrota dos distritos com celebrações exageradas e, para diversão extra, alguma mudança miserável nos tributos.
Eles se apresentam às câmeras depois de prontos, e aí a atuação começa, se dão o primeiro beijo em meses, e Katniss se esforça ao máximo para convencer toda Panem, e o mais importante, convencer Snow do seu amor por Peeta. 
Ao fim do dia partem de trem para o primeiro distrito que terão que visitar, o Distrito 11. Durante a viagem, Peeta e Katniss acabam fazendo as pazes, e pelo menos tentando se tornar amigos, já que Katniss disse à ele na volta para casa depois dos 74º jogos, que tudo não passou de uma encenação e que ela não o amava.
Durante o discurso no Distrito 11, Peeta diz algumas palavras gentis à família dos tributos mortos, mas Katniss não consegue segurar o olhar triste de todos os habitantes daquele local, ela não pode ficar sem falar nada depois do que fez na arena por Rue, pega então o microfone e começa: "Eu só falei com Thresh uma vez. Apenas o suficiente para ele poupar a minha vida. Eu não o conhecia, mas sempre o respeitei. Por sua força. Por sua recusa a jogar os Games nos termos de qualquer pessoa exceto o seu próprio. Os Profissionais queriam que ele fizesse equipe com eles desde o início, mas ele não faria isso. Eu o respeitava por isso.  Mas eu sinto como se eu conhecesse Rue, e ela sempre estará comigo. Tudo que é admirável me lembra dela. Eu a vejo nas flores amarelas que crescem no prado próximo a minha casa. Vejo-a nos tordos que cantam nas árvores. Mas acima de tudo, eu a vejo na minha irmã, Prim." (assumo que chorei quando li isso, e nessa parte do filme também). Katniss não percebe de início o quanto isso foi perigoso, que essas simples palavras podem mover multidões, e que sua tentativa de convencer Snow já teve um início fracassado.
Assim eles continuam a viagem pelos outros distritos, onde tentam não fazer mais nenhuma besteira e falar apenas aquilo que Snow quer que digam. Voltam então para o Distrito 12, onde muita coisa mudou, todo o mercado negro foi destruido, e mandaram muitos pacificadores para punir a população por inflingir as regras. 
Katniss terá que se casar com Peeta, pois Snow acredita que só assim eles terão a chance de provar para Panem todo o seu amor um pelo outro.
Chega então o Massacre Quartenário, o presidente vai anunciar como será o 75º jogos, todos aguardam para saber quem perderá um filho e uma filha. Peeta e Katniss esperam para saber de quem serão mentores, e é aí que tudo desaba quando descobrem que "No aniversário septuagésimo quinto, como um lembrete para os rebeldes, que mesmo o mais forte entre eles não pode vencer o poder do Capitol, os tributos masculinos e femininos serão colhidos a partir de seus vencedores existentes." 
Terão que voltar para a arena, Katniss com certeza, mas e entre os membros masculinos, quem será que irá, Peeta ou Haymitch? No fim acaba indo Peeta e Katniss, e aí começa mais um desafio. A Capital não cometerá os mesmos erros de deixar dois tributos vivos, dessa vez enfrentarão vencedores, os melhores participantes já vistos nos jogos, terão que conhecer seus adversários, fazer aliados e tentar sobreviver.
À partir daí muitas aventuras começam, a história é tão bem feita, que quando você chega ao final diz "como não percebi isso antes", porque tudo estava lá, tem um motivo para tudo aquilo, mas para saber, só lendo mesmo.
Aconselho à todos essa trilogia, é a típica distopia perfeita! Com muita aventura e tramas. Com um final que promete muitas emoções para o terceiro e último livro da trilogia.
Termino essa resenha deixando para vocês a imagem do tordo da revolução, aquela que começou tudo e que também vai pôr um fim em tudo, nossa querida Katniss:

16 comentários. Clique aqui para comentar também.:

Aline Coelho disse... [Responder comentário]

Patricia parabéns pela leitura e resenha. Também sou suspeita para falar porque adorei essa trilogia, acabei de terminar minha leitura do ultimo livro A Esperança. Gostei demais, principalmente porque concordei com quase tudo que a autora fez. Enfim essa foi a primeira trilogia distópica que li completa e posso garanti que valeu a pena demais, mas passarei um tempo sem ler distopias, alguns meses para me recompor emocionalmente.

Beijos

Leituras, vida e paixões!!!!!

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Obrigada Aline! Que bom que você tbm gosta, A Esperança eu achei o mais fraco de todos, com muita emoção no começo mas depois parece que dá uma esfriada... Mas ainda assim a trilogia cotinua sendo perfeita! Eu amo distopias, a maioria dos livros que leio são, mas depois de ler a trilogia de Jogos Vorazes tbm tive que dar um tempo pata me recompor. hahahhaa
Beijo!

Gabriel Luan disse... [Responder comentário]

Até hoje só li os dois primeiros livros da série, mas quero ler A Esperança ano que vem. Amei o livro e principalmente o filme. Bjs
leemporai.blogspot.com

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Na verdade A Esperança é o mais fraquinho, mas não deixa de ser bom, mesmo meu favorito sendo Em Chamas. Beijo!

Willma Alves disse... [Responder comentário]

Essa é a distopia que abriu espaço para esse gênero na minha vida literária, tenho um amor imenso por esses livros, adorei a resenha e o blog!
Leitora nova hahaha beijos!
Se puder dar uma olhadinha no meu blog e dizer o que achou eu ficaria muito feliz: http://feitadepalavras.blogspot.com.br/ =]

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Para mim tbm foi assim, comecei a amar distopias depois de ler Jogos Vorazes. Que bom que gostou! Leitores novos são sempre bem vindos! hahaha Pode deixar, vou ver seu blog sim! Beijo!

Tamiris Leitão disse... [Responder comentário]

Não vou mentir nem ser hipócrita: Odiava a ideia de ter que ler Jogos Vorazes. Não sei, era tantas pessoas amando, Ah Meu Deus! Como jogos vorazes é bom. blablabla. E depois de tantas resenhas (inclusive a sua), cheguei a conclusão: Tenho que ler Jogos Vorazes. Se tantas pessoas amam esses livros, deve ser porque é realmente bom.

Devo agradecer a sua resenha, porque foi incrível. Dá pra ver o quanto você gosta dessa saga, e o quanto você se mostrou empolgada ao relatar o mesmo. Parabéns. Você me despertou uma vontade louca, que é de ler o livro.

Beijos,

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Aeee, consegui fazer alguem ter vontade de ler um livro então? kkkkk que bom que você gostou! Quando eu li, foi pouco depois que saiu o primeiro filme, então ainda não estava essa febre toda de Jogos Vorazes, e eu tinha amado a história mas não tinha com quem falar sobre ela pq não era tanto "modinha" como é hje, e isso me deixa com um pouco de raiva, pq qndo um livro de certo modo vira modinha tem muita gente que não quer ler pq diz que não é "maria vai com as outras" e que todos livros de modinhas são ruins, mas esse não é, acho a história realmente incrível, vc precisa ler! Depois me conta oq achou! Beijo!

Silvana Sartori disse... [Responder comentário]

Oie Linda, tudo bem?
Primeiramente gostaria de agradecer pela sua visitinha em meu blog
e dizer que já estou te seguindo...poderia me retribuir?
Segundo, dizer que eu gostei bastante da sua resenha, embora eu ainda não tenha lido nenhum da série. Mas eu pretendo quando eu tiver mais tranquila, porque estou deixando para ler os meus livros de séries quando estiver mais sossegada.

E também não vi o filme EM CHAMAS =/
Estava querendo muito ver, mas não deu para ir.
Mas assim que sair o DVD que eu sei que vai demorar um pouco, eu vou comprar (risos)

Parabéns pela sua postagem. Adorei e fiquei impressionada com a Kat abrindo os braços e mostrando as asas atrás dela...MUITO LEGAL !! hehehe

lovereadmybooks.blogspot.com.br

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Obrigada! Fico feliz que tenha gostado! A trilogia toda é muito tempo, leia sim quando tiver um tempinho. E aconselho vc a ler primeiro o livro depois assistir ao filme, acho que qndo vemos o filme primeiro o livro perde a magia. Mas os dois são perfeitos! A Kat com o vestido de tordo ficou realmente fantástico! hahaha
Já estou seguindo seu blog.
Beijo!

ludmillaneres disse... [Responder comentário]

Meu livro favorito da trilogia *-*
http://tears-inthedark.blogspot.com.br/

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

O meu tbm! hahaha acho ele perfeito! Tanto o livro quanto o filme. Beijo!

Carol Bonaldo disse... [Responder comentário]

Muitoo boa sua resenhaa! :) Amoo a trilogia e Em Chamas é o melhor dos três! *-*

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Obrigada! Realmente, Em chamas sem dúvida é o melhor!

Lerissa Kunzler disse... [Responder comentário]

Uau, que resenha fantástica! Imagina minha vontade de ler depois de conferir sua resenha? hehehe Logo que terminei de ler o primeiro da trilogia já fiquei super curiosa para o próximo, Jogos Vorazes é demais!
Parabéns pela resenha, beijos! :D
http://lerissakunzler.blogspot.com/

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Awn que bom que você gostou, fico feliz! Em Chamas é perfeito, na verdade a trilogia toda é, mas esse sem dúvidas é o melhor, depois que ler volte aqui e dê sua opinião! Beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Topo