Somente Marcas do Passado (Patricia Martins Bueno)


Olá fiéis leitores! Hoje vim com uma proposta um pouco diferente, estava eu aqui revirando coisas antigas em meu laptop, quando me deparo com uns poemas que escrevi lá entre meu 14 ou 15 anos. Na época eu adorava escrever poesias, na verdade gosto de poesias até hoje, tanto que fazia aula de poesia. Morava em uma cidade pequena, e acabei conhecendo uma senhora que gostou de meus poemas e juntou mais 3 amigas minhas e partimos ter aula de poesia! A senhora que nos dava aulas era professora de língua portuguesa aposentada, e devo muito da minha vontade de ler à ela. Eu até recitava meus versos na rádio da cidade! Foi uma boa época! Mas enfim, acabei achando alguns desses poemas e vou colocar aqui, e gostaria que me falassem suas opiniões dobre o texto. Lembrando que eu tinha 14 anos heeim hahahah
PS: ou entre no link: http://www.recantodasletras.com.br/mensagensdeamor/1734496

Somente Marcas do Passado (Patricia Martins Bueno)   

   Não mais viverei por você, não mais lembrarei de você ao ouvir aquela música, a ouvirei tantas vezes, que chegará um dia, que não mais lembrarei de ti, apenas a escutarei, como se escuta qualquer outra, e não sofrerei ao ver naquela canção, a sombra de teu sorriso.
   Haverá um dia, que suas palavras de amor, já não farão mais efeito em mim, e já não irei entristecer meu pobre coração, que muito já chorou por ti.
   Conseguirei te esquecer, mesmo que meu coração jamais volte a ser como antes, mesmo com os acontecimentos passados que ficarão guardados em minha memória, eu irei te esquecer!
   Seu sorriso não mais me afetará, seu rosto, não mais ferirá meu coração, e suas palavras, serão meras palavras, que um dia, se tornarão apenas lembrança.
   Mas sei, que você ainda assim vai me procurar e implorará ao luar o meu perdão,implorará aos céus o meu sorriso, mas encontrará apenas a escuridão, pois até a natureza se negará em te ajudar.
   Mas nesse momento, estarei longe, simplesmente tentando te esquecer.Pensarei em outras coisas, em outras formas que me façam sofrer menos ou que alivie um pouco minha dor.
   Meus olhos, ainda chorarão muito por ti e pelo nosso passado que ficará definitivamente para trás.Viverei o presente e pensarei no futuro, e não mais nas dores desse temido passado.
   Não posso me esquecer de que ainda vivo, mas que já não vivo por ti, vivo por mim.Construirei novos sonhos, terei uma nova vida e quem sabe um novo amor, que me ame de verdade.
   Esse meu passado ficará para trás, as lembranças serão somente marcas em minha memória, e meu coração pertencerá à outro, e não mais a você, que tanto me fez sofrer.
   E quando você me procurar no infinito, encontrarás apenas uma estrela dizendo que fui embora, e assim, perceberás o quanto minha presença lhe faz falta.

Espero que gostem, e que dê sua opinião!


4 comentários. Clique aqui para comentar também.:

Aline B. disse... [Responder comentário]

Oi Patrícia.. :)
Acho que você tem muito futuro escrevendo poesias.. haha
Achei ela tão profunda e com "clichês" adolescentes.. Parabéns!
Você deve escrever mais poesias pra gente, viu? E conta mais, você lia suas poesias no rádio? Que demais
Beijos!!

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Olá Aline! Pior que faz tanto tempo que não escrevo mais! Comecei faculdade e tal e acabei me distanciado das poesias... Realmente, é como vc disse, escrevi ela com 14 anos, uma poesia bem cara de adolescente que pensa que sabe de alguma coisa, depois de anos que vejo qnta coisa mudou! hahaah Mas assim que der eu coloco mais poesias aqui! Então, eu recitava no rário, acho que tenho até um CD gravado, quem sabe um dia desses eu não coloque o áudio aqui para vocês ouvirem?
Beeijo!

Carol Bonaldo disse... [Responder comentário]

Patricia, pode seguir em frente com a carreira de escrever poesias! :) ahsuahs

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

Obrigada! hahaha pior que faz tanto tempo que não escrevo mais que nem sei se ainda sei kkkkk vou tentar voltar um dia desses!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Topo