A Estrada da Noite - Joe Hill

"Sempre achei que, quando algo realmente ruim acontece a alguém, os outros tem de saber. A pessoa não pode ser como uma árvore caindo nos bosques sem ninguém para ouvir a queda". 

Título: A Estrada da Noite
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro
Páginas: 256

Uma lenda do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta. "Vou 'vender' o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..." Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um. Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estréia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.

Resenha:
há muitos anos desejava ler esse livro, na verdade o desejava desde seu lançamento em 2007. Acabei por comprá-lo há quase um ano e não me perguntem o porque, acabei perdendo o interesse por ele. Mas há algum
 tempo atrás, descobri que Joe Hill era filho de Stephen King, por isso o coloquei no topo da minha lista de leitura.
Para falar a verdade eu esperava por mais. Não sei se é porque ele é filho de um dos maiores escritores terror/suspense do mundo, ou porque tinha lido várias resenhas e comentários positivos à seu respeito. Mas o fato é que não foi tudo aquilo que pensei.
Não vou desmerecer o livro, ele é muito bom, a história me prendeu em muitas partes, tanto que li em menos de uma semana (e olha que minhas aulas voltaram e não tenho tido muito tempo). A história começa a engrenar quando o protagonista Jude e sua namorada pegam a estrada para tentar salvar suas vidas, nesse momento até que começa a ficar interessante (mas nada comparado aos livros de King).
No começo fiquei meio revoltada com Jude, ele parecia aquele típico personagem que tem dinheiro por isso acha que pode tudo. Sempre com uma namorada que tem idade para ser sua filha ou até mesmo sua neta, e com tudo nas mãos quando bem deseja. Mas ao longo da história vamos descobrindo o porque disso e também que naquele coração de pedra ainda há uma pequena chama acesa, que ele não é aquele personagem antipático que imaginamos no começo.
Sua atual namorada na verdade se chama Marybeth, mas Jude a chama de Geórgia, afinal foi lá que a conheceu e ele faz isso com todas suas namoradas, as chama pelo nome do estado onde a conheceu (normalmente em boates). No começo também fiquei com uma mega antipatia por ela, parecia ser insuportável e que só estava com Jude por dinheiro (nada mais justo, afinal parecia que Jude só estava com ela por sexo), mas assim como aconteceu com o protagonista, me surpreendi ainda mais, e no final acabei ficando encantada com Geórgia por ela ter tido a coragem de fazer tudo o que fez.
As partes mais "aterrorizantes" foram na presença do fantasma que veio com o paletó, mas não é assim tão assustador. Na verdade às vezes ele falava algumas coisas que me dava vontade de rir, mas a história em si foi muito bem construída. Não é um paletó com um fantasma que simplesmente caiu nas mãos de Jude à toa, tem um porque para aquilo tudo e isso foi o mais interessante.
Outra coisa que achei um pouco forçada e desnecessária, foi que havia muito sangue. Toda hora alguém se machucava e a cena era descrita como sangue para todo lado, tanto que no final a aparência do casal parecia estar bem deplorável.
Enfim, aconselho a leitura apesar de todas as críticas, como eu disse, o livro é muito bem escrito e com uma leitura bem fluida, mas não leiam esperando algo estilo Stephen King pois Joe Hill ainda não chegou lá (quem sabe um dia). Aconselho também para aqueles que tem medo de ler algum livro de terror, mas que tem curiosidade e quer tentar algum mais leve, esse é uma boa opção, dificilmente você vai ficar sem dormir ao lê-lo.
Algo que achei interessante, foi que o título original da obra é "Heart-Shaped Box" que seria traduzido como "Caixa em Forma de Coração". Esse título tem o seu significado que é explicado no decorrer do livro, mas não é um título que chamaria muito a atenção e também não é adequado para um livro de terror, então achei bem melhor "A Estrada da Noite", e vocês?
Estou com mais um livro do Joe Hill para ler, "O Pacto", mas acho que vou esperar mais um tempinho para começar esse, mas muitos dizem que ele é melhor que "A Estrada da Noite", daqui um tempo descubro!

15 comentários. Clique aqui para comentar também.:

Kel Araujo disse... [Responder comentário]

Oi, Pat, tudo bem?

Confesso que o livro não faz o meu estilo. Sou meio medrosinha, sabe? huahuahua

beijos
Kel
www.porumaboaleitura.com.br

Gabryel Fellipe El Costa disse... [Responder comentário]

Não li "A Estrada da Noite" ainda, mas já li O Pacto! Bom, acredito que Joe tenha conseguido chegar as margens da escrita de seu pai em "O Pacto", pois ele soube mesmo intensificar a história. Na sua resenha, vi que ele exagerou um pouco no sangue, e os personagens causaram uma antipatia, em o Pacto não é muito diferente, mas sangue não jorra toda hora, mas cenas engraçadas em momentos ruins e diálogos que te fazer cair na risada num momento que poderia ser aterrorizante, acontecem, mas isso foi bom porque tirou um pouquinho daquela trama profunda que poderia causar dores na mente. RsRs
Ah, quanto as traduções de títulos - vixxe - coitado do Joe, pois seus livros ganham cada tradução diferente que até broxa! Deveria permanecer o original.

http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/

Ben Oliveira disse... [Responder comentário]

Adorei tua resenha e o fato de o autor ser filho do Stephen King, me deixou mais curioso ainda para ler a obra!

Abraços
Blog do Ben Oliveira

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

@Gabryel Fellipe El CostaEntão Gabryel, a história é muito boa, toda a trama e o porque daquilo estar acontecendo faz completo sentido e achei muito interessante, mas só o enredo mesmo, a descrição dos acontecimentos e até alguns diálogos eu achei hilários e nada haver com o momento, como vc disse, num momento que poderia ser aterrorizante acabamos caindo na risada, mas fora isso gostei bastante.
Espero que eu goste mais de O Pacto, pelo menos não tem essa coisa de sangue p todo lado né! kkkkkk
Os títulos dos livros dele são realmente péssimos, ainda bem que o tradutor brasileiro te mais juízo :P
Beijo!

Aline Coelho disse... [Responder comentário]

Concordo sobre o título ficou bem melhor e a capa combinou!!!
Tenho vontade de ler os livros desse autor mas ainda não tenho certeza se leria com facilidade pq não faz muito meu estilo. Quem sabe um dia.
Adorei saber sua opinião e como sempre vc apresentou pontos importantes para quem não leu ter uma ideia do que esperar. Parabéns pela leitura e resenha querida. Beijos

P.s. Seu link não está pegando direito no meu blogroll =(

Leituras, vida e paixões!!!!

Daniel - S.P. disse... [Responder comentário]

Apesar de você ter parecido dividia em sua conclusão sobre a história. Sua resenha foi boa e me motivou ainda mais a lê-lo. Os personagens parecem bem realistas. Um Cantor rico e famoso que sente ter o mundo aos seus pés e uma garota presunçosa que adora cair nas lábias dos garanhões cheio da grana e loucas por uma vida mansa que eles podem lhe proporcionar, mas esse algo mais que eles possuem e te surpreendeu, chamou-me a atenção. Por ser seu primeiro livro, não devemos mesmo comparar com o pai, e já que ele é bem escrito, vou ler sim.

Carolina Aragão disse... [Responder comentário]

Oi Paty !

Estou aqui pra te avisar que te indiquei um selo :)
Se trata de uma premiação aos blogs da rede que levam alegria , paz e amor , e eu indiquei você :)

Espero que goste ! Até mais
http://blog-princesadosenhor.blogspot.com.br/2014/08/primeiro-selo-do-blog-cracking.html

Patricia Martins Bueno disse... [Responder comentário]

@Carolina Aragão Olá Carol! Fico muito feliz que tenha lembrado do BMB e feito a indicação! Obrigada!
Ainda essa semana colocarei o selo aqui no blog, pode deixar!
Beijo!

Diana Canaverde disse... [Responder comentário]

Oi Linda tudo bem com você???

menina é bom saber a sua opinião sobre esse livro... porque sei o quanto gosta de um terror rsrsrsrs. eu tenho vontade de ler esse livro, mas confesso que tenho mais vontade de ler o pacto... gostei de suas criticas e acredito que o filho do dono tem muito o que aprender... mas acho que ele chegará lá,... xero!!!!

http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

Bia Gonçalves disse... [Responder comentário]

Oi Patricia!! Comecei lendo a sinopse e fiquei mega interessada. Então, perdi um pouco do interesse ao ver os pontos negativos levantados na resenha. Agora estou em dúvida rsrsrsrs.
Beijos
aculpaedosleitores.blogspot.com.br

Angélica Pinheiro Pereira disse... [Responder comentário]

Olá!

Desculpe a ausência, está díficil vir comentar nos blog, mas quero dizer que não esqueci de vir aqui ver o seu cantinho.

Tenha uma ótima semana!
Abraços da Angel (AAHB)
angelandherboooks.blogspot.com.br
Bjus :*

Alessandra disse... [Responder comentário]

Já faz um tempo que li este livro, não lembro muitos detalhes, mas ele me decepcionou um pouco. Eu esperava algo mais forte dele, mas achei meio água com açúcar...

bjs
http://www.confraria-cultural.com/

Denise Crivelli disse... [Responder comentário]

Já vi esse livro mega barato em promoções para comprar, ele parece ser uma história
interessante, pela sinopse ele me chamou a atenção,
mais depois que li sua resenha fiquei com um pouco de dúvida se leria essa história. Pelo que vi falarem parece que O Pacto é melhor, espero que você goste da leitura do próximo livro dele.

momentocrivelli.blogspot.com.br

Hugo Sales disse... [Responder comentário]

Estou com esse livro empacado na estante também, comprei antes de O Pacto, mas ainda não li. Gostei da sinceridade na resenha. Ah, e leia O Pacto, é realmente incrível, mal posso esperar para ver como será a adaptação cinematográfica. :)

http://legadodaspalavras.blogspot.com.br/

Lumartinho disse... [Responder comentário]

AMO esse livro!
Li em 2007 e ele fica aqui na minha estante de favoritos!!

http://lumartinho.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Topo