A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard

“Muitos vibram em acordo. Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.”
Autora: Victoria Aveyard
Páginas: 424
Editora: Seguinte
Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.



"Eu costumava imaginar os prateados como deuses intocáveis que nunca se sentiam ameaçados ou amedrontados. Agora sei que é o contrário. Passaram tanto tempo no topo, protegidos e isolados, que se esqueceram de que podem cair. Sua força se converteu em fraqueza."
Comentários: fazia um bom tempo que eu não lia livro nenhum, para vocês terem uma ideia, desde começo de julho eu não lia nada, li alguns livros muito bons, e acabei com uma ressaca literária daquelas que você não consegue mais ler nada por um bom tempo, pensando que nenhum livro será melhor que aquele. Mas essa semana me bateu uma vontade imensa de ler A Rainha Vermelha. Apesar de estar um pouco longe dos blogs que tanto gosto, ainda me mantenho informada e vi que todos estava falando muito bem desse livro, e por ser uma distopia logo gostei e comecei a ler, e sinceramente, acabei me apaixonado pela história!
"Os prateados não ligam para dor, mas somos orgulhosos. Orgulho, dignidade, honra: são as coisas que nenhum poder substitui."
Enredo e Narrativa: A Rainha Vermelha é o primeiro livro de uma distopia, e só fui descobrir isso quando terminei o livro kkkkk imagina minha raiva ao saber o tempo que vou ter que esperar para ler o próximo! Mas enfim, pelo menos assim vou poder desfrutar um pouco mais das aventuras de Mare Barrow, uma garota de 17 anos que vive em um mundo dividido entre prateados, que são aqueles que possuem toda e riqueza e poder, e os vermelhos, que são escravizados para manter a elite prateada sempre no auge.

É um mundo marcado pela escravidão e falta de direitos, e isso é tudo o que Mare conhece. Nunca foi a filha predileta, sempre vivendo à sombra de sua irmã, e por achar que não possui talento nenhum, acaba fazendo pequenos furtos pela cidade para tentar levar alguma coisa para casa, mas sabe que seu fim está próximo, aqueles que não trabalham e não contribuem com nada, acabam indo para a guerra e lutando até a morte.

O destino de Mare muda quando encontra um jovem em um de seus furtos, e logo depois acaba sendo chamada para trabalhar no palácio real, servindo ao rei e toda sua família. Mare então descobre na frente do rei e de todo seu reino, que possui um poder, mas isso é impossível não? Afinal, ela é uma vermelha, não têm poderes sobrenaturais como os prateados, e logo começa uma luta para esconder a menininha de sangue vermelho, e Mare vê sua vida mudar drasticamente, onde rodeada de mentiras e de pessoas que querem vê-la morta, ela começa a perceber que pode fazer a diferença e tentar mudar o destino de toda uma nação.

Ultimamente tem surgido muitas distopias, e podemos notar certa semelhanças entre elas, de modo que em alguns momentos, não ficamos surpresos com algumas coisas que acontecem, e isso às vezes é um pouco chato, afinal, quem não gosta de se surpreender? Mas em outros momentos, os acontecimentos chegam a nos chocar, e nos fazem perceber que nem tudo é como pensamos, que todos podem ser traídos.

Gostei bastante da história, a única crítica que tenho a fazer, é que mais ou menos no começo do livro, algumas partes ficam bem repetitivas, e dá vontade de dizer chega e deixar a leitura de lado, mas ainda bem que isso logo passa e a história segue adiante nos surpreendendo.

Acabamos nos apaixonando por alguns personagens, mas cuidado, eles podem não ser quem você pensa que é, e no final você acabará ficando com ódio mortal de alguns deles (quem ler irá entender).

Enfim, adorei a história e recomendo à todos que gostam de uma boa distopia. Mare é uma pessoa cativante e especialmente humana, o que faz nos apaixonarmos ainda mais por ela, ainda mais em um mundo onde todos escondem o que se passa em seu coração.
“O mundo é prateado, mas também cinza. Não existem o preto e o branco.”
Conclusão: livro fantástico e cheio de emoção do início ao fim! Não posso ver a hora de ler os próximos, e também de assistir ao filme que já teve seus direitos comprados pela Universal. A história é viciante, li em poucos dias, e olha que estou meio sem tempo, minhas provas já começaram e está tudo meio corrido, mas quando o livro é bom, sempre arrumamos um tempinho.
"A única coisa que nos diferencia - ao menos por fora - é que os prateados andam eretos. Já nossas costas são curvadas pelo trabalho, pela esperança frustrada e pela inevitável desilusão com nosso fardo na vida."

12 comentários. Clique aqui para comentar também.:

Inês Gabriela A. disse... [Responder comentário]

Olá,
Todos falam muito bem desse livro, mas confesso que nunca tive curiosidade de ler de fato, estou um pouco enjoada de distopias, mas como todos dizem que esse vale a pena...
Beijos.
Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

Amanda Larsen disse... [Responder comentário]

Oii, tudo bem?
Não sou fã de distopia e li várias resenhas que mostra a história ser muito bacana mas vontade de ler não desperta haha a capa é muito linda <3
Beijos
www.doceliterario.com

Andresa Lee disse... [Responder comentário]

Olá Patricia!
Adorei tua resenha! Eu gostei do livro, só acho que faltou um pouco mais de detalhe em algumas partes, enquanto em outras tinha de sobra.
Ao contrário de vc, não achei a Mare cativante. Mto pelo contrário. Ela me irritou sobremaneira, hahaha!
Eu nunca havia lido uma distopia antes (acredita?) e esse foi um ótimo começo pra essa fase de leitura.
Tô ansiosa pra ver o filme e todos os cenários lindos do livro 'ao vivo', rs.
Bjocas! Seu blog é lindo!
[Um dia me livro...]

Jessica disse... [Responder comentário]

Eu nunca li uma Distopia... Confesso que nem sabia desse termo antes de ouvir falar desse livro, tô muito por fora, né?
Eu gostei muito da sinopse desse livro, me lembrou mto Crônicas de Gelo e Fogo em alguns aspectos, mas me parece uma boa história!
Gostei dos trechinhos que vc colocou! :)
Parabéns pelo blog!! :)
http://deepluv.com

Greice Blogando Livros disse... [Responder comentário]

Oi Patrícia, eu vi algumas resenhas sobre este livro e alguns falam bem e outros falam mal, mas daí eu vi que vão ter mais livros e acabei desanimando. hahahahah Não sei se é porque tenho tantos livros para ler ou pelo mesmo motivo que você tenho que ficar esperando as continuações....

Beijos,

Greice Negrini

Blogando Livros
www.amigasemulheres.com

Bianca Dickmann disse... [Responder comentário]

Oi, tudo bom?
Só leio comentários positivos a respeito desse livro, a capa é linda e tudo o mais, mas não me interesso pela leitura. Confesso que estou um pouco saturada de distopias ;/
Beijos, lendocomabianca.blogspot.com

Sami Sam disse... [Responder comentário]

Oi Pati!!!
Tudo bom?
O What's Next mudou de endereço, agora estou no wtsnext.com
Flore, você me estimulou a pegar esse livro.
Eu tinha lido umas criticas que ele estava repetitivo em relação as distopias que já foram lançados e tal, ai já viu né, bateu a confusão na cabeça.
Um mega abraço

Bárbara Carollo disse... [Responder comentário]

Oi Patricia! Tudo bem?
Que bom que você gostou da leitura!! Depois de ficar um período sem ler, foi bom retomar com o pé direito né?
Minha experiência com esse livro não foi tão boa assim. Acho que ele tinha todo para ser ótimo, mas a autora não me convenceu. Achei que faltaram mais cenas de ação e não consegui me apegar aos personagens...
Espero que o próximo seja melhor :)
Beijos,

http://versosenotas.blogspot.com.br/

Carla disse... [Responder comentário]

O.O Ooooooohh! Eu já ouvi falar desse livro, mas não conhecia nem a sinopse dele, agora estou mega interessada!
Beijos,
cabanadosanjos.blogspot.com

Mariana Fontana Szewkies disse... [Responder comentário]

Oi Patrícia!
Não acredito que você não sabia que era uma trilogia, rsrs
Eu resolvi esperar para ler só depois que os outros livros saírem. Tive tantas decepções com trilogias/series que começaram bem e depois decaíram que fiquei traumatizada, rsrs
Sobre a ressaca literária e sua vontade súbita de ler o livro…às vezes o momento influencia completamente na leitura, não é mesmo?
Beijos,
alemdacontracapa.blogspot.com

Eloísa Pompermayer disse... [Responder comentário]

Olááá, tudo bem??
Então, eu estou mega curiosa, quero muitoooo ler este livro, ele parece ser fascinante, todas as resenhas que li sobre ele falam maravilhas e a sua então me cativou! Agora é oficial, eu PRECISO ler esse livro! *O*
Amei a resenha!
Bjoos

Jovem Literário

Aline Coelho disse... [Responder comentário]

Amiga já estava com saudades e decidi dar uma passadinha aqui no seu blog e qual foi minha surpresa ao ver que vc tinha atualizado =) amei conhecer sua opinião sobre esse livro, estou concorrendo a ele em um top comentarista e se não ganhar em janeiro pretendo investir nele.
Beijos

Leituras, vida e paixões!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Topo